Perguntas Frequentes

Abaixo estão listadas as perguntas mais frequentes dos nossos clientes, caso você não encontre a resposta para a sua dúvida, entre em contato conosco.

Empresas pequenas, médias e grandes já entenderam e estão optando diariamente pela realização de backup em nuvem devido à sua simplicidade, rapidez, redução de custos com hardware e mídias de backup além de atender os requisitos de auditoria que as obrigam manter uma cópia de seus dados fora das dependências físicas da sua organização.

Primeiramente será realizado o backup full, onde todos os seus dados serão enviados por completo para a nuvem. Nos próximos backups apenas os arquivos novos e os modificados serão enviados, tornando o processo muito mais ágil.

O tempo necessário para enviar os dados dependerão basicamente dos seguintes fatores:

1. Volume de dados a ser enviado no backup full

2. Volume de dados incrementados diariamente

3. Quantidade de arquivos a ser enviado

4. Performance do servidor (CPU, Memória e I/O) para compactar e criptografar os dados

5. Banda de upload de internet disponível

Sim, o software lhe dá as seguintes opções:

1. Backup apenas em nuvem

2. Backup apenas local (em discos rígidos, NAS, storage, hd externo)

3. Backup local + nuvem

Não existe um requisito mínimo para de banda de internet, mas sim a expectativa em termos de tempo que o cliente espera para que seus dados sejam enviados e principalmente restaurados no momento da necessidade.

Teoricamente podemos chegar nos seguintes cálculos matemáticos:

1Mbps grava 1M/8bits = 0,125MB / segundo

0,125MB x 60 = 7.5MB / minuto

7.5 x 60 = 450MB por hora

450 x 24 = 10.8GB por dia

Ou seja, teoricamente, para cada 1Mbps de banda internet, transfere-se em média 10GB de dados por dia, desta forma teremos:

  • Banda de 1Mbps grava 1 x 10GB por dia
  • Banda de 2Mbps grava 2 x 10GB = 20GB por dia
  • Banda de 10Mbps grava 10 x 10GB = 100GB por dia
  • Banda de 100Mbps grava 100 x 10GB = 1TB por dia

Caso você não tenha um link de internet adequado, podemos resgatar os seus dados através de um disco externo onde os dados serão criptografados e enviados fisicamente para o data center (backup full). Após isso, apenas os backups incrementais serão enviados, ou seja, apenas os arquivos novos e os modificados, onde a dependência da internet será muito menor.

 

A maioria dos softwares de backup envia o arquivo por completo independente do tamanho da sua alteração, tornando inviável o backup de arquivos grandes. A nossa solução profissional de backup em nuvem tem a capacidade de detectar apenas o que foi alterado dentro de um arquivo e enviar apenas os blocos de alteração.

Por exemplo: imagine que você possua um arquivo .PST do Microsoft Outlook, no tamanho de 10GB. Cada vez que você recebe um novo e-mail o arquivo .PST é modificado, porém, o software não enviará novamente os 10GB para a nuvem mas sim apenas os blocos que sofreram modificação dentro do arquivo.

Por questões de segurança, os dados de backup não podem ser acessados diretamente na nuvem, pois os dados são armazenados de forma criptografada. Para que haja acesso aos dados é necessário que haja primeiramente a sua restauração para posterior acesso. A restauração por sua vez somente é possível mediante a autenticação através de login/senha além da inserção da chave de criptografia.

A taxa de compressão depende muito do tipo de arquivo. Arquivos de vídeos, imagens e arquivos já compactados (.zip, .tgz) praticamente não podem ser comprimidos, já arquivos de texto, planilhas, máquinas virtuais, bancos de dados e documentos em geral são compactados em até 80%, ou seja, num cenário onde você possui uma base de dados de 100GB, teoricamente utilizaria apenas 20GB de espaço para armazenar estes dados em formato de backup na nuvem.

Saiba mais em: http://kb.winzip.com/kb/entry/104


Retenção é o tempo que você deseja que os arquivos que foram apagados ou modificados em seu servidor permaneçam disponíveis na nuvem para restauração.

Vamos supor que você possui 10 arquivos em seu servidor e realiza o backup. Após a realização do backup, você terá 10 arquivos no seu servidor (originais) e 10 arquivos na nuvem (backup). Num determinado dia você deseja excluir permanentemente 03 arquivos do seu servidor, pois são arquivos indesejados, e executa o backup novamente. Quando o backup for realizado, a nuvem entenderá que você excluiu 03 arquivos indesejados do seu servidor, porém a nuvem irá manter estes arquivos indesejados ainda disponíveis para restauração pelo tempo de retenção que você configurou, ou seja, a retenção pode ser compreendida como uma "Lixeira" virtual na nuvem.

O versionamento é uma funcionalidade que mantém várias versões de um arquivo para uma posterior restauração.

Imagine que você tenha uma planilha que é alterada diariamente em seu servidor e que todos os dias é realizado o seu backup. Num determinado dia, alguém lhe solicita que seja restaurado o backup desta planilha, porém,o solicitante não deseja a planilha mais atual mas sim esta planilha de como ela se encontrava há 7 dias atrás. Como você realiza o backup diariamente desta planilha, você terá a opção de resgatar a versão do dia que desejar, dependendo do tempo de retenção que você configurar.

 

 

O backup não pode ser utilizado para substituir softwares de antivírus, pois o antivírus opera de forma preventiva, ou seja, ele previne que malwares infectem os seus sistemas, já o backup opera de forma reativa, ou seja, caso o antivírus falhe ao cumprir com o seu papel de proteção, o backup poderá ser utilizado como um meio de restauração os dados originais.


O Ransomware é um tipo de malware onde o criminoso invade o sistema operacional do cliente e criptografa todos os seus arquivos e após isso o indivíduo pratica o crime de extorsão solicitando que o cliente lhe pague uma quantia em dinheiro para que possa ter seus dados originais de volta. Através da nossa ferramenta profissional de backup em nuvem, o cliente poderá ter seus dados restaurados de uma data anterior onde os dados ainda não haviam sido infectados, para isso o backup deverá estar sendo realizado com sucesso diariamente e configurado com um tempo de retenção adequado para permitir esta operação.

Resumindo: por não ser um antivírus, o backup irá realizar a copia dos dados que estão no servidor, quer estejam com vírus ou não, porém, o período de retenção permitirá você restaurar os dados de uma data em que o servidor do cliente ainda não estava infectado. Por isso recomendamos que mantenha no mínimo 30 dias retenção em seus backups para caso identifique o vírus, possa restaurar os dados de uma data em que ainda não havia infecção.

Os dados são armazenados em Data Centers localizado em território nacional, a qualquer momento você pode solicitar uma visita para conhecer o Data Center e toda a estrutura de segurança onde seus dados estão armazenados.

O data center que operamos possui as seguintes certificações de qualidade e segurança:

TIER III

A certificação TIER III é uma certificação usada para mensurar o nível de segurança da infraestrutura de um centro de dados (Data Center). O Uptime Institute é o órgão que classifica e certifica o sistema de 'Tiers' dos Data Centers no mundo.


PCI DSS

O PCI DSS é um padrão de segurança das informações desenvolvido para melhorar a segurança dos dados de portadores de cartão para organizações que armazenam, processam ou transmitem dados de contabilidade. Seu propósito primário é reduzir a vulnerabilidade de dados de contabilidade e evitar fraudes com cartões de crédito, aumentando os controles dos locais onde os dados de cartões de crédito são armazenados, processados ou transmitidos.

 

ISO 14001

A certificação ISO/EIC 14001 especifica os requisitos de um sistema de gestão ambiental e permite a uma organização desenvolver e praticar políticas e metas ambientalmente sustentáveis.

 

ISO 20000

A ISO/IEC 20000 é uma norma que avalia os controles relacionados ao gerenciamento de qualidade de serviços de tecnologia da informação baseados nos livros do ITIL

 

ISO 27001

A ISO/EIC 27001 é a principal norma internacional para a medição de sistemas de gestão de segurança da informação. Sua certificação é um meio de garantir que a organização certificada implementou um sistema para gerência da segurança da informação de acordo com os padrões internacionais de boas práticas para o gerenciamento das informações de usuários e clientes.


ISAE 3402

A certificação ISAE 3402 é concedida a empresas de serviços de TI que comprovam, por meio de um processo de auditoria externa, que seus controles internos estão de acordo com os padrões internacionais.

 

SSAE 16

A certificação SSAE 16, anteriormente conhecida como SAS-70, é mundialmente reconhecida como um padrão de auditoria da AICPA (Instituto Americano de Contadores Públicos Certificados). A SSAE 16 verifica se os objetivos de controles de empresas prestadoras de hospedagem de dados são realizados de modo seguro.

Ao manter os dados armazenados no Brasil, você possui as seguintes vantagens:

1. A latência de internet é muito menor tornando o backup e a restauração mais veloz

2. Em caso de necessidade de restaurar grandes volumes de dados que levaria muitos dias para ser finalizado pela Internet, você pode solicitar o envio dos seus dados por meio de discos externos

3. Evita riscos de espionagem de dados que podem ocorrer em países onde são adotadas outras legislações

4. A qualquer momento você pode solicitar uma visita ao Data Center para conhecer toda a estrutura de segurança onde seus dados estão armazenados